Dissertações e relatos de dois taberneiros sobre coisas mundanas...e não só.

12
Fev 08

No seguimento da minha última conclusão venho agora dar a conhecer os desenvolvimentos de tal remate…sob um ponto de vista masculino.

 

Concluo que todo o prevaricador é mestre na arte de bem agradar a sua respectiva companheira!

 

Após a edição do último post nesta nossa querida taverna, tive oportunidade de receber algum feed-back por parte de alguns digníssimos membros desta pseudo confraria que peregrinam pela minha existência, e que eu represento (ou faço representar) nesta virtual taverna.

Primeiríssimo ponto: os prevaricadores, libertinos, impúdicos, desonestos na arte do amor e afins foram os primeiros a identificar-se com o que foi narrado!

Sou levado a concluir que apesar de algo deste calibre ser uma completa surpresa para mim, o mesmo não acontece dentro deste restrito grupo que supra citei.

Aliás, penso que este tipo de informação tem cravado na capa o timbre de “ultra-secreto” e tal dossier só deve ser aberto mediante rígidas normas de segurança visando a mesma não se perder por entre o resto dos garanhões masculinos, correndo o risco de perder o seu potencial bélico! Sim, porque o conhecimento é poder, e quanto menos espalhado estiver esse mesmo conhecimento mais poderosos se tornam os seus detentores.

 

…agora que olho para o que escrevi, talvez será mais sensato da minha parte conter-me relativamente a pormenores. Não vá alguém encontrar-me caído numa sarjeta com a boca cheia de formigas…

 

…Ele é banhos de espuma, ele é jantares iluminados por mil velas multicolores, ele é flores sobre a mala do portátil, ele é bilhetes com juras de amor eterno dentro da agenda…enfim, todo um aparato de artimanhas cujo resultado pretendido é apenas um: narcotizar a rapariga a um ponto onde lhe seja impossível raciocinar devidamente.

Os pequenos deslizes que todos cometemos no dia-a-dia acabam por passar incólumes devido a esta apatia que vivem as “companheiras das raposas”. E o ardil é tão bem montado que mesmo que apareça uma camarada de armas (mulher portanto), e lhe dê a conhecer a verdadeira face do embusteiro, esta acaba por sucumbir perante a inércia da sua cega amiga…ou pior, perde uma amiga!

E elas, pobres e inocentes elas, vagueiam despreocupadamente num mar de tranquilidade desconhecendo por completo a coroa que o seu pseudo príncipe lhe coloca reiteradamente na cabeça, adornando não só os seus pulsos e busto com mil jóias, mas a cabeça também.

 Não posso deixar de frisar que apesar de ser desonesto por parte do promíscuo, as rapariguinhas andam alegres e satisfeitas como eles, e que aparentemente faz todo o sentido…ambos estão ou vão saciando os seus apetites!

 

Definitivamente, quando se fala de manhas e artimanhas ninguém bate os membros da Irmandade do 5º Membro… 



Inocêncio da Silva 

publicado por Inocêncio da Silva às 12:49

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
26
27
28


pesquisar
 
blogs SAPO