Dissertações e relatos de dois taberneiros sobre coisas mundanas...e não só.

30
Nov 07

Efectivamente já passou algum tempo desde a minha última abordagem ao mundo e aos homens (e mulheres)...
Os ventos correm fortes e céleres não me deixando narcotizar o espírito, e como tal tenho muito para narrar, dissertar, quer sobre a forma de um devaneio ou crença.

 

…falta-me tempo confrades, falta-me tempo…

 

Mas este voltará um dia e será semeado por mim, irmãmente, pelos cantos da minha existência que agora ganham mofo e teias de aranha…

Esta taberna será uma vez mais um rio, com os seus afluentes (Vós) e as minhas águas.

 

Deixo-vos com esta jura e desejo, até porque não consigo alojar no peito todos os fascinastes episódios que tenho vivido estes últimos tempos, com livros debaixo do braço e sobre um tecto escolástico…

 

Até um dia destes…


 

Inocêncio da Silva

publicado por Inocêncio da Silva às 19:26

Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO