Dissertações e relatos de dois taberneiros sobre coisas mundanas...e não só.

12
Nov 07

Nunca perdi muito tempo para pensar em sensualidade ou em esquemas de sensualismo, até porque não tenho, nem nunca tive, tempo nem circunstância para me deleitar em tais prazeres, infelizmente…

 

Tenho descoberto pela blogosfera fora, recantos repletos de sensualidade, luxúria, lascívia, impudicícia e uma agradável diversidade de experiências vindas de um qualquer lugar, sob uma qualquer forma, e vistas por vários prismas.

Confesso que suspeito da veracidade de algumas, mas não me importo muito com isso…

Deixam-me a matutar, a reviver, e a afigurar-me como um dos intervenientes, completamente embriagado com a prosa…

 

Começa a acordar em mim alguma sensualidade ou o desejo dela, a aptidão de a reconhecer na rua, e o toque…

Sou e sempre foi algo rude e bravio, muito pouco dado a grandes demonstrações emocionais, e com algum embaraço em me expressar nesse campo.

Mas com as palavras posso eu bem…agora o toque…

O resultado que tem em mim é algo que ainda não consigo compreender, mas é de uma grandeza que me intimida. É algo desconhecido á minha pessoa, e como todo o ser humano, receio o desconhecido e afasto-me dele sempre que posso.

Sou um animal mais sexual que romântico, e apesar do sexo envolver toque, o estado a que nos leva o acto da copula faz-nos esquecer o tempo, espaço e os nossos temores.

 

Reneguei a minha sensualidade por ter renegado o toque…

Hoje sei…

Mas ainda tenho tempo, ainda posso ser absoluto…

Mas tenho que ter cautela, porque este é um ponto débil no meu ser e não quero acabar caído no chão com um simples toque…


 

Dado á nossa consideração por R.T.

publicado por tavernacanecadeferro às 12:44

...e estás tu a tirar um curso onde o toque é fundamental ...
Não sei não , mas parece-me que dentro em breve irás perder alguns medos ...

Nem que seja por força das circunstâncias ..
tattoogirl a 12 de Novembro de 2007 às 21:01

...lá se foi o disfarce!!!

"Dado á nossa consideração por R.T."

O toque tem o sentido primário nas nossas vidas...
Na antiguidade era curioso tocar para descobrir e logo,em pequeninos, temos a mesma tendência!
O toque na sensualidade não é mais que um impulso causado ,claro,pela intimidade!
Agora umas mãos cuidadas e uma "open mind" deliciam qualquer um...Garanto te!

Venha mais uma..............................................
KAIKAS a 18 de Novembro de 2007 às 20:10

Claro!!!! Quando tocas sentes a pessoa...e isso pode ser , digamos, cansativo. Porque podes gostar e envolver e tal, e isso levaria a um relacionamento do qual poderias ficar magoado. Fui clara???? hehehehhehe

bjs complicados
gaja boa2 a 6 de Dezembro de 2007 às 01:06

O melhor exemplo que me lembro é o da reticencia das prostitutas relativamente ao beijo.

Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO