Dissertações e relatos de dois taberneiros sobre coisas mundanas...e não só.

18
Out 07

1. Conjunto de qualidades morais entre as quais se salientam a honestidade e a rectidão; 2. Sentimento de dignidade;

3. Boa reputação;

4. Homenagem a alguém pelas suas boas qualidades ou talento;

5. Graça; distinção; privilégio;

6. Motivo de orgulho;

 

Onde se esconde tal marca nos homens e nos tempos? Quem nela crê e a busca no seu íntimo?...e qual o ser que defronta remoinhos de injustiças, empunhando-a?

 

A “Chico-espertisse” tomou de assalto o quotidiano e os corações dos homens, trocando honestidade por deslealdade, e rectidão por parcialidade e falta de carácter, tudo aceite eclecticamente por todo um povo, desde que o fim seja o desejado (aparentemente) por todos.

E qual o homem que aponta os defeitos com a dignidade de quem é integro, com o coração desprovido de receios e magoas?

Qual a nossa reputação perante os demais? Seremos justos intemporalmente ou apenas perante as certas circunstâncias?

Prestamos as devidas e justas homenagens, em vida e oportunamente, a quem se faz valer de tão grandiosa distintiva, ou apenas observamos, ocultamente, quem a traja?

Será um dom ou poderá ser desenvolvido por todos? E que utilidade pratica têm esta característica tão publicitada e recitada num variadíssimo repertório de obras de arte?

Invocada demagogicamente para atingir o coração das massas sem que o propósito de tal empresa seja, no mínimo, honrosa…paradoxal será dizer pouco.

E quem se orgulha de ser ou ter honra, quando acaba caído e sozinho por entre a multidão que prefere não se envolver para não se comprometer?

 

Onde estás, honrado homem e o que te aconteceu?

Estou caído e espezinhado pela indiferença e o receio de revolucionar o que está instituído…

Eles olham, choram e compadecem-se da minha queda mas ninguém me dá a mão, ninguém me vale…

 

Ainda há esperança, ainda se crê em ti…alias, mesmo agora entraram nesta taverna um bando de amigos, que vindos do cinema se acharam emocionados e tocados por alguém que representava o que tu encarnas…

Ainda há esperança, ainda há quem pague para ver a Honra…nem que seja por 90 minutos…  

Inocenciodasilva

 

publicado por Inocêncio da Silva às 13:44

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

15
16
17
19
20

21
22
23
25
27

28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO